Campanha utilizando memes nas redes sociais

January 19, 2012

Adam Esteves Debiasi (@adamesteves)

Os memes significam tudo aquilo que se torna viral na Internet. Segundo a definição acadêmica do cientista Richard Dawkins, o próprio “pai” da palavra, o nome meme exemplifica uma memória ou uma ideia que se multiplica de indivíduo para indivíduo.

Agora que já temos o conceito em mente, vamos ao que interessa.

Há pouco tempo, desenvolvi uma campanha na agência em que trabalho (e acredito ter sido a primeira campanha do gênero, que se utiliza de um forte branding), usando memes – desde rage faces, ou seja, Forever Alone, Fuck That Shit, entre outros – até bordões clássicos, como o “bebê “da Christiane Torloni. Vale lembrar que os memes têm um aspecto viral muito forte e engajam o público muito facilmente.

A ideia era simples. Não bastava apenas criar os quadrinhos e tentar viralizar. Era necessário aproveitar o compartilhamento para dar mais visibilidade à marca. Foi assim que cogitei criar uma moldura que reunisse o logotipo da empresa, slogan da campanha e o endereço do Facebook do cliente. E deu certo. As interações aumentaram em mais de 1000%, se comparado com as postagens feitas anteriormente.

Outro conceito levado em consideração na criação da campanha é de que se tratava da época de matrícula e rematrícula da escola de inglês, o cliente, no caso. Foi pensada, assim, numa forma de criar histórias que pudessem levar os possíveis alunos a conhecer a instituição. Isso fica perceptível até mesmo no slogan adotado. Confira o resultado abaixo:

Ficou curioso e quer saber mais coisas sobre a campanha? Deixe sua dúvida nos comentários!

Saiba como fazer promoções no Facebook

January 2, 2012

Adam Esteves Debiasi

Muitas empresas têm agido de forma errada não condizente com as boas práticas exigidas pelo Facebook na hora de fazer uma promoção. Em muitos casos, vemos até mesmo grandes empresas atuando desse modo. O que alguns não sabem é que tal desatenção pode levar ao encerramento das atividades da Página. Esse é o motivo que me levou a criar esse post com a tradução, na íntegra, das Diretrizes de Promoção do Facebook, um documento publicado pela própria rede social.

Entre as exigências, encontram-se a necessidade de se criar um aplicativo (Page Tab), bem como a proibição de se usar recursos do Facebook, como Likes, Mural e Comentários para realizar uma promoção na rede social. Portanto, se antes o inglês era uma desculpa para evitar a leitura das Diretrizes, agora isso já não é um problema. Leia atentamente cada ponto e, qualquer coisa, deixe sua dúvida no campo de comentários!

Guia (Diretrizes) de Promoções do Facebook

____________________________________________

Diretrizes Promocionais

Data da última revisão: 11 de maio de 2011.

Essas Diretrizes de Promoção, junto com a Declaração de Direitos e Responsabilidades, as Diretrizes de Anúncios, as Políticas da Plataforma e todas as outras políticas aplicáveis do Facebook, governam sua divulgação ou administração de qualquer concurso, competição, sorteio ou outra oferta similar (sendo cada uma considerada uma promoção) usando Facebook.
Se você usa o Facebook para divulgar ou administrar uma promoção, você é responsável pela operação legal dessa promoção, incluindo as regras oficiais, condições de oferta e requerimentos de elegibilidade (exemplo, idade e restrições de residência), e conformidade com os regulamentos que regem a promoção e todos os prêmios ofertados em relação à promoção (exemplo, registro e obtenção de aprovações regulamentares necessárias). Por favor, observe que a conformidade com essas Diretrizes não constitui a legalidade de uma promoção. Promoções são assuntos para muitas regulamentações e se você não está certo de que sua promoção cumpre com leis aplicáveis, por favor, consulte um especialista.

  1. Promoções no Facebook devem ser administradas dentro de aplicativos no Facebook.com, também em Canvas Page (Home Page de um aplicativo) ou em um aplicativo em uma Page Tab.

Promoções no Facebook devem incluir o seguinte:

  1. a. Liberação completa do Facebook para cada inscrito ou participante.
  2. b. Reconhecimento de que a promoção não é de modo algum patrocinada, recomendada ou administrada pelo, ou associada com, o Facebook.
  3. c. Divulgar que o participante está disponibilizando informação para [divulgar destinatário (s) da informação] e não para o Facebook.

Você não deve usar as ferramentas ou funcionalidades do Facebook como um mecanismo de registro ou inscrição da promoção. Por exemplo, o ato de curtir uma Página ou fazer check in em um Lugar não pode registrar ou inscrever automaticamente um participante em uma promoção.
Você não deve condicionar o registro ou a inscrição  na promoção mediante a tomada de ação do usuário por meio de qualquer ferramenta ou funcionalidade do Facebook  que não seja a de curtir uma Página, fazer check in em um Lugar, ou conectar a um aplicativo. Por exemplo, você não deve condicionar o registro ou a inscrição mediante o ato curtir um post no Mural, ou comentar e fazer um upload de uma fotografia no Mural.

Você não deve usar as ferramentas e funcionalidades do Facebook, tais como o botão Like (Curtir), como um mecanismo de votação para uma promoção. Você não deve notificar os vencedores pelo Facebook, usando, por exemplo, mensagens, chat, ou postar nos perfis (Timelines) ou Páginas.
Anúncios podem não implicar um endosso ou parceria de qualquer tipo do Facebook. Anúncios linkando para os conteúdos de marca no Facebook (incluindo Páginas, grupos, eventos, ou Connect sites) podem fazer referência limitada ao “Facebook” em texto de anúncio para o propósito de (1) cumprir suas obrigações de acordo com a Seção 2 e (2) tornando claro ao que se destina o anúncio. Todos os outros anúncios e landing pages não podem usar nossos direitos comerciais ou marcas comerciais (incluindo Facebook, os logos do Facebook e do F (de Facebook), FB, Face, Poke, Book, e Mural) ou qualquer marca similar que possa criar confusão, exceto como expressamente permitido pelas nossas Diretrizes do Uso de Marca  ou com nossa prévia autorização por escrito.

Definições:

  1. a. Por “administração” entende-se a operação de qualquer elemento da promoção, tal como coletar inscrição, realizar um sorteio, julgar as inscrições ou notificar os vencedores.
  2. b. Por “comunicação” entende-se promover, anunciar ou referenciar uma promoção de qualquer modo no Facebook, por exemplo, em anúncios, em uma Página ou em um post no Mural.
  3. c. Por “concurso” ou “competição”  entende-se a promoção que inclui um prêmio de valor monetário e um vencedor determinado com base nas habilidades. (por exemplo, pelo julgamento baseado em critérios específicos). (Nota do editor: é o que conhecemos como concurso cultural aqui no Brasil).
  4. d. Por “sorteios” entende-se uma promoção que inclua um prêmio de valor monetário e um vencedor selecionado com base nas chances.

Promoção da Lacta no Facebook gera crise para a marca

December 16, 2011

A promoção “Rumo Incerto”, da Lacta, realizada no Facebook oficial da marca e que dava o direito de o vencedor levar três amigos para uma viagem internacional com destino desconhecido, acabou tendo um efeito contrário àquele pretendido pelas ações de marketing: o de uma “crise” institucional.

Ao sair o resultado, hoje (16), os participantes se revoltaram no campo de comentários e começaram a criticar a Lacta por não divulgar como a seleção havia sido feita, o que fez a empresa divulgar um comunicado oficial pelo próprio Facebook:

Inicialmente, os comentários foram positivos e desejavam os parabéns à vencedora. No entanto, após algum tempo, iniciou-se uma enxurrada de posts questionando a validade da promoção. Veja alguns deles abaixo:

Alguns usuários começaram, então, a divulgar o perfil pessoal da ganhadora.

Uma usuária questionou, então, a Lacta sobre o fato de não terem sido divulgados os procedimentos usados para fazer a seleção do vencedor. Foi aí que as reclamações começaram a ganhar volume:

Twitter muda o visual mais uma vez

December 8, 2011

Adam Esteves

O Twitter lançou nessa quinta-feira um novo layout, resultando, talvez, em uma mudança ainda maior do que aquela ocorrida em 2010.

A novidade foi divulgada no blog da rede social, junto com um vídeo que mostra a nova “cara” do Twitter. De acordo com o site Mashable, serão implementados três novos botões, localizados no topo da página:  Home, @Connect and #Discover.

@Connect mostra quem mencionou o usuário e sugere alguns perfis que você provavelmente gostaria de seguir. #Discover mostra quais são os principais tópicos  comentados e  aponta histórias e vídeos notáveis.

Os aplicativos de Twitter para dispositivos mobile, como iPhone e Android também serão atualizados.

Uma das principais mudanças em termos de layout será a realocação da caixa onde o tweet é digitado: ela sairá do meio da página e irá para o canto superior esquerdo, ficando ao lado da timeline, que ganhará mais imponência, agora no lado direito.

Com informações do site Mashable.

Confira o vídeo que mostra a mudança do visual do Twitter:

Instagram para Android deve sair em pouco tempo

December 8, 2011

A rede social Instagram, o aplicativo de fotografia mais popular do iPhone, anunciou que finalmente está desenvolvendo a sua versão para o sistema operacional Android.

A empresa acredita que sua base de membros, que hoje é de 50 milhões, possa dobrar com o lançamento do aplicativo para o sistema operacional do Google.

“Nós temos duas pessoas trabalhando no Android agora”, disse Kevin Systrom, CEO doInstagram,  no LeWeb em Paris. “Eu estou animado por  poder ver que os números atuais podem dobrar”, acrescentou.

A empresa também anunciou  no LeWeb que tem planos de usar propagandas para a versão gratuita do aplicativo.

Com informações do site Mashable.


Você é usuário do Android? O que achou dessa novidade? Deixe sua opinião nos comentários!


Tendência: redes sociais passam a valorizar fotografias

November 22, 2011

Adam Esteves Debiasi

No final da década passada, com a popularização do Twitter, a tônica das redes sociais passou a ser a “timeline”. Assim, naquele momento, todas passaram a adicionar ou otimizar aquela funcionalidade que, hoje, é considerada praticamente uma obrigação para qualquer site do ramo. 

O que vem se percebendo desde então, é que, de tempos em tempos, os sites de redes sociais acompanham e agregam funcionalidades-chaves, tornando-as tendências que, em alguns casos, acabam sendo requisito mínimo para assegurar as suas vidas úteis.

Atualmente, o mote são as fotografias. São infinitas as redes sociais que deram mais destaque às imagens, incluindo aí até mesmo aplicativos sociais.  Vamos acompanhar um breve histórico:

1. Foursquare: em julho deste ano, a rede social baseada em geolocalização começou a mostrar, na timeline, não apenas as informações do check-in, mas também as fotos feitas por meio dele.

2. Twitter: no final de agosto, o Twitter lançou a sua galeria de usuários, na qual  todas as fotos postadas pelos internautas na rede social passaram a ficar armazenadas.

3. Facebook: a principal rede social da atualidade fez uma série de mudanças nos últimos meses, entre as quais estava o destaque para as fotografias postadas. Além de ficarem maiores, elas passaram a ter uma organização mais sofisticada na timeline.

Fato é que o grande agente dessa mudança foi o mundo mobile. Com ele, capturar os momentos passou a ser muito mais importante que descrevê-los. E foi nessa “onda” que o aplicativo para iPhone Instagram (também considerado uma rede social) surgiu. A sua simplicidade no compartilhamento de fotos pode ser comparada à simplicidade do Twitter no compartilhamento de ideias.

Ele surgiu há um ano e já conta com 10 milhões de usuários, sendo um dos mais baixados na loja de aplicativos da Apple.

Existem outros aplicativos semelhantes que também estão fazendo sucesso com fotografias e recursos que têm a finalidade de melhorá-las: é o caso do Hipstamatic e do Pixlromatic.

Atualizado em 22/02/2012: Uma nova rede social vem confirmando essa tendência: Pinterest. Ela é a mais nova febre da Internet e gerou mais tráfego de referência no mês de janeiro de 2012 do que gigantes como LinkedIn e Google+.

Aplicativo Hipstamatic social remete à fotografia analógica

E você, já tem ideia de qual será a próxima tendência das redes sociais ou acha que as fotografias dominarão ainda por algum tempo?

Deixe sua opinião no campo de comentários!

Ticker do Facebook irá mostrar Sponsored Stories

November 20, 2011

Adam Esteves Debiasi

O Facebook vai aumentar a distribuição de Sponsored Stories permitindo que elas sejam divulgadas também na funcionalidade Ticker.

Desde que o Ticker — um pequeno feed localizado no canto superior direito do Facebook — foi lançado em Agosto, os anúncios de contexto social tinham sido gerenciados via o aplicativo Ticker apenas para jogos do Facebook.

Em um e-mail recebido pela manhã de hoje, Annie Ta, porta-voz do Facebook, disse, “começando na segunda-feira, nós estamos continuando a, lentamente, lançar Sponsored Stories no Ticker. Sponsored Stories ajudam as pessoas a ver mais marketing relevante no Facebook e elas podem ser duas vezes mais engajadas com os anúncios na rede social.”

Com informações do site Mashable

 

Como usar o Google+ para empresas

November 18, 2011

Adam Esteves Debiasi

A dúvida é sempre a mesma: devo trocar o Facebook, no qual já tenho milhares de fãs, pelo Google+, que ainda está engatinhando?

Não. A maioria das redes sociais atuam de forma complementar. Fousquare não deve ser comparado com Facebook, que não deve ser comparado com Twitter. 

O Google Plus, por sua vez, também tem suas características distintas. Vamos a elas:

1 – Faça o CRM: entre todas as redes sociais que surgiram até hoje, o Google+ é a que melhor se encaixa na perspectiva de CRM (Customer Relationship Management) pelo fato de otimizar o relacionamento personalizado, o que pode ser percebido desde os hangouts, realizados com pequenos grupos, até os círculos, que podem agregar pessoas com interesses em comum.

2 – Separação por círculos: sua empresa é daquelas que tem um público extremamente segmentado? Por exemplo, loja de roupa que agrada desde skatistas a jogadores de basquete? Crie um círculo para cada grupo e converse com as pessoas usando um conceito específico para os respectivos círculos . A comunicação será mais dirigida e terá melhor efeito.

3 – Hangouts: faça chats por meio de videoconferência, escolhendo uma temática específica que possa agradar esses grupos previamente determinados por você.

4 – Post com SEO: os posts feitos no Google+ aparecem nos resultados de busca do Google, sendo uma ótima oportunidade para chamar a atenção dos internautas, usando técnicas de Search Engine Optimization, é claro.

Vale lembrar que esse recurso só funciona quando o usuário está logado no Google ao fazer a busca. Isso permite que o Google mostre apenas resultados de mensagens postadas pelas pessoas que estão presentes nos círculos do usuário na rede social. Somente mensagens públicas aparecerão entre os resultados.

Como criar uma página empresarial no Google+

November 9, 2011

Adam Esteves Debiasi

Ontem, o Google anunciou o lançamento do perfil para empresas na sua rede social, o Google Plus. Se você está querendo colocar sua empresa dentro dessa novidade, aqui vai a dica:

1) Obviamente, você tem que ter um e-mail no Gmail e uma conta no Google+.

2) Após estar logado na rede social, clique em “Criar uma página”, abaixo de “Hangouts”, como mostra a imagem a seguir:

Ainda no seu perfil pessoal, vá em "Criar uma página do Google+"

3) O passo seguinte é bem parecido com a criação da Fan Page no Facebook. Você precisa escolher a categoria em que sua organização se enquadra e preencher outras informações básicas, como “website” e “sobre”.

Alguns passos se assemelham bastante aos da Fan Page do Facebook

4) Pronto! Sua página está criada, mas ainda falta entender os primeiros passos para utilizar a rede social, que são disponibilizados pelo próprio Google+ e mostrados na sua timeline, assim que você cria a página.

Nós próximos dias, postaremos uma análise de como o Google+ pode ser útil para as empresas. Embora os recursos e layout se assemelhem bastante aos da Fan Page do Facebook, há uma diferença fundamental na cultura inata do Google+. Ficou curioso? Aguarde o próximo post…

Google+ lança perfil para empresas

November 8, 2011

Adam Esteves Debiasi

O Google anunciou hoje, por meio de seu blog oficial, o lançamento da Página empresarial da sua rede social, o Google+, o equivalente à Fan Page do Facebook.

Agora, as empresas têm um espaço oficial para atuar, atitude antes recriminada pelo Google, que chegou a excluir contas de empresas como Ford e Mashable no Google+, feitas em perfis pessoais.

Segundo comunicado do blog oficial da gigante da Internet, “até agora o Google+ focou em conectar pessoas com outras pessoas. Mas nós queremos ter certeza que você possa construir relacionamentoscom todas as coisas que você gosta — de empresas locais a marcais mundiais — assim, hoje, nós estamos lançando mundialmente a Página do Google+”.

Confira o vídeo divulgado pelo Google:

Você acha que a Página do Google+ vai superar a Fan Page do Facebook? Deixe sua opinião no campo de comentários!


%d bloggers like this: